Acesse nosso site para saber das mais recentes noticias e informações da região - www.tvriachogrande.net - Para anunciar (11) 9945-4728 - reinaldo@riachogrande.net

 
Desde Março de 2006 você é o visitante nº
Contador

O Prazer de Pescar

Texto e fotos: Rogério Silveira (*)

Para aqueles que acham que pescar é sinônimo de chatice, marasmo, solidão, não ter o que fazer e outros adjetivos mais, eu diria que todos estão redondamente enganados.
Pescar é prazer, é lazer, diversão, alegria, entretenimento, esporte e acima de tudo respeito. Respeito pelo peixe, pela natureza, enfim, pelo Meio Ambiente.

Para os que gostam realmente deste esporte uma pescaria começa desde o agendamento do evento, ou seja, às vezes dias, semanas, ou até mesmo meses antes do tão esperado momento. A adrenalina começa agitar o corpo, a ansiedade cada vez mais forte, a preocupação constante com a “tralha” para não esquecer de nada, tudo isso são sintomas dos verdadeiros amantes da pesca.

Quando o tão sonhado dia chega, as horas passam como num piscar de olhos, por isso devemos aproveitá-lo intensamente.
Acordar bem cedo e ir para o rio e poder acompanhar o amanhecer do dia juntamente com pássaros e outros bichos é uma coisa inesplicável. Parece que aquilo nos dá energia para enfrentarmos os obstáculos da vida.
A natureza é gentil e a reciprocidade muitas vezes não é a mesma, pois deixamos de lado o respeito por ela para nos preocuparmos com a ganância. O homem às vezes não percebe que respeitar a natureza é respeitar os seus próprios limites. Isso pode ser demonstrado quando realizamos o pesque e solte. Poder devolver um peixe à água e presenciar a cena dele partindo para o seu habitat é sinal de respeito e agradecimento pelo prazer que nos foi proporcionado.

Pescar também é conhecer pessoas, fazer novas amizades, trocar idéias, contar “causos” e poder compartilhar com outros esse grande momento.  

Às vezes, as coisas podem não sair como planejado, dias chuvosos, temperatura baixa, o peixe não está comendo, mas nem isso faz com que o pescador desanime e deixe de curtir o seu principal lazer. O importante é estar pescando.
Ah, e como é bom ao final de cada dia de pesca poder deliciar-se com um bom banho, uma boa comida e depois de algumas conversas com os amigos poder dormir tranquilamente. Isso acaba com qualquer estresse.
Mas diz o ditado, “tudo o que é bom dura pouco” e o pior momento de uma pescaria é a hora de partir. Rostos tristes, desânimo, silêncio, mas todos vão embora com a certeza de retorno em breve e a esperança de novas conquistas.    
Assim, em resumo, posso afirmar que um dos maiores prazeres da vida é pescar. Para aqueles que não conhecem esse esporte tão fascinante, fica uma dica, basta procurar um rio, represa, mar ou pesqueiro e jogar o seu anzol, mas deve lembrar-se, respeite sempre as leis ambientais, épocas de reprodução, pratique o pesque e solte e respeite a natureza, pois ela sempre lhe recompensará com grandes surpresas.
Um abraço e boas pescarias!      

O autor é pescador esportivo, educador ambiental e colaborador do site e TV Riacho Grande.

 
 



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Todos os direitos autorais ,textos, imagens , obras ou criações de qualquer natureza disponibilizadas neste site, pertencem à www.riachogrande.net ou a terceiros que autorizaram o uso de sua propriedade intelectual e de imagens.
Sendo assim, é terminantemente vedada a distribuição, representação, publicação, uso comercial e/ou utilização de tais materiais, no todo ou em parte, sem a citação da fonte utilizada.
A violação destes direitos é crime, e seu infrator está sujeito às penalidades legais previstas nas Leis 9.610/98 e 9.279/96 e no art. 184 do Código Penal Brasileiro, bem como ao pagamento de indenização pelos prejuízos causados.