Desde Março de 2006 você é o visitante nº
Contador
 

Rede de lanchonete deverá explicar sobre conduta discriminatória

 
 
 


 

 

Fundação Procon-SP, vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, notificou o McDonald’s Brasil a explicar o tratamento dispensado a uma mulher que, de acordo com notícia veiculada pelo jornal Folha de São Paulo, no último dia 25 foi impedida de comprar sorvete para seus dois filhos pequenos.

 

A empresa deverá explicar o que aconteceu, quais os procedimentos adotados após o ocorrido, quais os critérios de contratação de serviços de segurança e qual a política interna de treinamento de funcionários e prestadores de serviços quanto aos direitos e garantias do consumidor.

 

Segundo a notícia, a mulher foi impedida por seguranças de uma das lanchonetes da rede – localizada na Vila Mariana, São Paulo – de comprar sorvete para seus filhos pequenos. Ela afirma ter sido vítima de racismo, ameaçada e destratada pelo segurança; clientes que estavam no local a ampararam e orientaram a procurar a polícia.

 

O Código de Defesa do Consumidor estabelece que a Política Nacional das Relações de Consumo tem por objetivo o atendimento das necessidades dos consumidores, o respeito à sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria da sua qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo.

 

O pedido de esclarecimento feito pela fundação visa garantir o respeito aos direitos de todos os consumidores.

 

A empresa poderá ser autuada e multada e tem 48 horas para responder ao Procon-SP.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Para anunciar Fixo: (11) 4101-9740 / - Email: reinaldo@riachogrande.net
(11) 9.9945-4728