Comandante do 1º Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual recebe nova Diretoria do Sindicato dos Cegonheiros

 

 
O Tenente Coronel PM Luiz Humberto Savioli- Comandante do Primeiro Batalhão de Polícia Rodoviária, o Capitão PM Carlos Alberto dos Santos - Chefe do Estado Maior do Primeiro Batalhão de Polícia Rodoviária, juntamente com outros oficiais da Polícia Militar, receberam no dia 29 de Fevereiro a nova diretoria do Sindicato Nacional dos Cegonheiros.

 
Durante o encontro, além da apresentação da nova diretoria foi elaborado um plano de entrosamento da polícia Rodoviária com os Cegonheiros ,visando maior segurança para todos os usuários do sistema Anchieta-Imigrantes, Rodovias Índio Tibiriça, Padre Manuel da Nobrega Pedro Taques e Cônego Domênico Margone.
 

Nova Diretoria

Presidente: José Ronaldo Marques da Silva
Vice-Presidente: José Cavalcante da Silva
Secretário Geral: Carlos Donizetti Rosseti
Secretário de Finanças: Márcio Galdino da Silva
Diretor Regional: Douglas Santos Silva
Primeiro Secretário: Josimar Lincon de Freitas
Primeiro Tesoureiro: Reginaldo Fabretti
 
Diretores Executivos Efetivos

Jaime Ferreira dos Santos
Pedro Ramos Filho
Abner Santana Damasceno Junior
José Laércio da Silva
Antenor Garibaldi
 
Diretores Executivos Suplentes
Antonio Bertim
Landerson Giglio
Edimar Moreira de Oliveira
Roberto Nobile
Clemente Francsico de ASsunção
Alberto Bartolomeu Neves
Benvindo Gonçalves
Ednilson Azevedo Bittencourt
Edson Xavier
José Vicente Bonetti
Nilton Franceloso
José Murialdo Generoso Junior
 
Conselho Fiscal Efetivo
Hamilto Mendes
César Wellington Pereira da Rocha
Antônio Bezerra Dantas
 
Conselho Fiscal Suplentes
Adilson Roberto Bento
Silas Ramos
Fausto Gabriel Sampaio


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Todos os direitos autorais ,textos, imagens , obras ou criações de qualquer natureza disponibilizadas neste site, pertencem à www.riachogrande.net ou a terceiros que autorizaram o uso de sua propriedade intelectual e de imagens.
Sendo assim, é terminantemente vedada a distribuição, representação, publicação, uso comercial e/ou utilização de tais materiais, no todo ou em parte, sem a citação da fonte utilizada.
A violação destes direitos é crime, e seu infrator está sujeito às penalidades legais previstas nas Leis 9.610/98 e 9.279/96 e no art. 184 do Código Penal Brasileiro, bem como ao pagamento de indenização pelos prejuízos causados.