Polícia Rodoviária registra estabilização no número de vítimas fatais nas Rodovias Paulistas

 

O balanço da Operação “Corpus Christi - 2008”, realizada pelo Comando de Policiamento Rodoviário da Polícia Militar do Estado de São Paulo em conjunto com o DER, DERSA, ARTESP, Concessionárias e diversas unidades da Polícia Militar, no período de 21 a 25 de maio, nas rodovias estaduais, registrou a estabilização no número de vítimas fatais em relação ao mesmo período do ano passado.
No total foram registrados 1.164 acidentes, 671 vítimas feridas e 50 vítimas fatais em 2008, contra 1074 acidentes, 601 vítimas feridas e 50 fatais em 2007.
Com a intensificação da fiscalização foram lavradas 12.323 autuações por infrações de trânsito diversas, tendo sido recolhidos 490 veículos por irregularidades, além da apreensão de 257 Carteiras de Habilitação (CNH) e de 1.937 documentos de veículos. No período, 42 motoristas foram autuados por embriaguez, sendo registrado um aumento de 20% em relação a 2007.
No aspecto da prevenção criminal a atuação do Policiamento Rodoviário também foi positiva, tendo sido efetuadas 19 prisões em flagrante delito, apreensão de 03 armas ilegais, 12 veículos recuperados, além da apreensão de 134,974 Kg de drogas ilícitas.

Emergência ligue: 190 - Policiamento / 193 - Bombeiros. Disque Denúncia: 181
Condições de Rodovias: ligue (11) 3327-2727 ou acesse nossa página na internet: www.polmil.sp.gov.br/unidades/cprv

COMANDO DE POLICIAMENTO RODOVIÁRIO
SETOR DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

 


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Todos os direitos autorais ,textos, imagens , obras ou criações de qualquer natureza disponibilizadas neste site, pertencem à www.riachogrande.net ou a terceiros que autorizaram o uso de sua propriedade intelectual e de imagens.
Sendo assim, é terminantemente vedada a distribuição, representação, publicação, uso comercial e/ou utilização de tais materiais, no todo ou em parte, sem a citação da fonte utilizada.
A violação destes direitos é crime, e seu infrator está sujeito às penalidades legais previstas nas Leis 9.610/98 e 9.279/96 e no art. 184 do Código Penal Brasileiro, bem como ao pagamento de indenização pelos prejuízos causados.